DLP: por que a sua empresa não deve viver sem?

DLP

À medida em que os dados se tornam indispensáveis para as estratégias de negócio e as ameaças cibernéticas se tornam cada vez mais sofisticadas, cresce significativamente a preocupação com a Segurança da Informação. Essa realidade, juntamente com as rígidas regulamentações de proteção de dados faz com que a prevenção contra perda de dados (DLP) seja imprescindível.

A DLP identifica, monitora e protege os dados em uso, os dados em movimento na sua rede e os dados em repouso no seu Data Center ou em qualquer dispositivo, como desktop, laptop, telefones celulares ou tablets.

Por meio de inspeção profunda de conteúdo e análise de segurança contextual das transações, os sistemas DLP atuam como impositores das políticas de segurança de dados. Eles fornecem uma estrutura de gerenciamento centralizado projetada para detectar e impedir o uso não autorizado e a transmissão de suas informações confidenciais.

Essas são apenas algumas razões sua empresa não deve viver sem contar com uma estratégia de DPL. Continue a leitura para conhecer as demais!

1. Maior visibilidade

A tecnologia DLP fornece à equipe de TI uma visão de 360 ​​graus da localização, fluxo e uso de dados em toda a empresa. Ela verifica as ações da rede em relação às políticas de segurança da sua organização.

Além disso, essa solução permite proteger e controlar dados confidenciais, incluindo informações do cliente, informações de identificação pessoal, dados financeiros e propriedade intelectual.

Com um entendimento completo desses dados, sua organização pode definir as políticas apropriadas para protegê-los e tomar decisões priorizadas com base nos riscos atrelados a cada ativo.

2. Proteção contra todo tipo de violação de dados

Nem toda violação de dados é resultado de ataques externos. A divulgação inadvertida ou o manuseio incorreto de dados confidenciais por funcionários também é um fator significativo.

Por isso, é importante que sua empresa tenha uma abordagem que considere o comportamento do usuário e seus impactos na segurança da informação.

A ameaça interna pode ser particularmente difícil de identificar. Afinal, como saber se alguém está usando seu acesso legítimo aos dados para fins escusos?

A DLP pode detectar arquivos que contêm informações confidenciais e impedir que eles saiam de sua rede, ou mesmo criptografar dados sensíveis que devam ser transferidos via e-mail ou para dispositivos externos. Assim, é possível, por exemplo, bloquear transferências de dados críticos para unidades USB, para e-mails particulares e até para serviços de armazenamento pessoais na nuvem.

3. Conformidade com a LGPD

Com o advento da Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD), inaugura-se uma nova era de prestação de contas, na qual toda organização que coleta, armazena e usa dados pessoais de clientes precisa elevar sua segurança da informação para atender a novos padrões.

As consequências do não cumprimento podem incluir multas de até 2% da receita global anual e o interrompimento de processamento de dados de clientes.

Nesse sentido, a DLP fornece controles que ajudam a alcançar a conformidade, além de modelos e mapas de políticas que atendem a requisitos específicos e automatizam a segurança da informação.

4. Segurança BYOD

Quando usado em conjunto com controles complementares, a DLP ajuda a impedir a exposição acidental de informações confidenciais em todos os dispositivos.

Onde quer que os dados estejam, em trânsito na rede, em repouso no armazenamento ou em uso, a DLP pode monitorá-los e reduzir significativamente o risco de perda de dados.

Ou seja, é uma solução capaz de agregar segurança aos dados, independentemente de qual dispositivo esteja sendo utilizado para acessá-los. Isso permite, dentre outras coisas, maior proteção em empresas que adotam uma estratégia de BYOD.

Como implementar uma solução DLP na sua empresa?

Agora que você já sabe por que sua empresa precisa de DLP, chegou a hora de descobrir como implementá-la.

O primeiro passo é reconhecer os riscos aos quais a sua organização está sujeita e identificar em quais deles a DLP pode ajudar. Depois, é preciso comprometer-se com uma iniciativa em toda a empresa, envolvendo pessoas, processos e tecnologia, para lidar com esses desafios de frente.

Em seguida, é necessário um bom planejamento, no qual seja definido claramente as etapas, tarefas, recursos e objetivos específicos para atingir suas metas de curto e longo prazo.

Além disso, para uma implementação de sucesso é necessário se atentar aos seguintes pontos:

  • Uma abordagem priorizada. Os dados confidenciais podem assumir várias formas e estar em qualquer lugar em uma organização. A implementação da DLP deve visar, primeiramente, os dados mais críticos.
  • Uma equipe de resposta a incidentes treinada. Funções, responsabilidades e procedimentos claramente definidos geram consistência e comprometimento organizacional e um índice de sucesso muito maior.
  • Educação dos funcionários. A visibilidade do comportamento dos funcionários permite treinamento focado nas principais áreas de risco, e a imposição em tempo real das políticas de proteção de dados da empresa.

Em muitos casos, é extremamente recomendável contar com os serviços de empresas especializadas em segurança da informação. Elas possuem conhecimento técnico, ferramentas apropriadas, procedimentos oportunos e equipes altamente treinadas para garantir a proteção que sua empresa precisa.

Agora que você já sabe mais sobre a importância da DLP, aproveite e conheça as 7 regras para evitar o vazamento de dados em sua empresa!

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *