Inteligência Artificial

Inteligência Artificial: heroína ou vilã da SI?

Inteligência Artificial (AI) e os avanços constantes desta tecnologia fazem parte de importantes pautas de pesquisas e debates, que norteiam as estratégias de segurança da informação de grandes players do mercado.

O Gartner insere a Inteligência Artificial no topo da lista de mega tendências que irão fazer parte das estratégias das empresas para sobreviver e crescer na economia digital ao longo dos próximos cinco a dez anos. Além disso o Gartner prevê que esta tecnologia estará em quase todos os produtos de software até 2020.

Inteligência Artificial: Heroína ou vilã?

A Inteligência Artificial tem permitido às empresas obterem diversos benefícios, principalmente por ser o ramo da ciência da computação que nasceu para simular a habilidade humana de resolver problemas.

Na segurança da informação não é diferente. Conforme já pudemos explicar em um nosso artigo “A inteligência artificial a favor da segurança“, é possível usar a Inteligência Artificial para garantir, por exemplo, a segurança dos dados críticos em sua empresa.

Isto porque, com o uso da Inteligência Artificial para segurança da informação, os antivírus e softwares se tornam mais eficientes. Conseguem entender se um arquivo é ou pode ser uma ameaça, mesmo que ainda não tenha atacado nenhuma rede ou computador da empresa antes.

Benefícios da Inteligência Artificial

Entretanto, ao mesmo tempo que podemos destacar diversos benefícios da Inteligência Artificial para a segurança de dados das empresas, também podemos identificar diversos riscos que esta tecnologia oferece. Ou seja, a mesma tecnologia que ajuda a fortalecer a proteção dos dados é capaz de oferecer maiores riscos e danos causados por ataques cibernéticos.

Para as pessoas responsáveis ​​pela segurança corporativa – de CIOs a CISOs e CROs – a Inteligência Artificial apresenta dois principais tipos de riscos:

  • O primeiro é que cibercriminosos, concorrentes inescrupulosos e ameaças internas podem manipular os incipientes programas de Inteligência Artificial das empresas.

  • O segundo risco é que os invasores podem usar a Inteligência Artificial de várias maneiras para explorar vulnerabilidades nas defesas tecnológicas das empresas.

Por isso, as organizações estão em uma constante corrida para elevar as defesas de segurança cibernética, usando muitas vezes a própria inteligência artificial como meio de fortalecimento.

LGPD reforça a necessidade de AI para Segurança da Informação

A Inteligência Artificial é o reforço que diversas empresas estão usando para elevar a maturidade em segurança da informação, tanto para protegerem seus dados de ataques de ransomware, como pela necessidade de adequação à Lei Geral de Proteção de Dados, que entra em vigência em agosto de 2020.

Dados da IDC Brasil indicam que no setor de Inteligência Artificial os investimentos globais cheguem a US$ 52 bilhões até 2021. No Brasil, 15,3% das médias e grandes empresas já contam com a tecnologia entre as principais iniciativas e este percentual deve dobrar nos próximos quatro anos.

Indicam ainda que os investimentos em AI para segurança vão chegar a US$ 671 milhões, ou R$ 2.3 milhões, com o dólar a R$ 3.50 ao longo de 2019. Outro dado apontado é que até 2022, na América Latina, 20% dos servidores irão criptografar dados em repouso e em movimento, mais de 20% dos alertas de segurança serão manipulados por automação baseada em inteligência artificial, e mais de 5 milhões de pessoas terão identidades digitais baseadas em blockchain.

Inteligência Artificial na segurança de TI

Apesar de todo o risco inerente que a Inteligência Artificial apresenta, parte da resposta pode estar no aproveitamento do poder da própria tecnologia para fortalecer as configurações existentes de segurança cibernética. Nossa experiência mostra que as empresas podem começar a proteger seus sistemas integrando a AI em sua segurança, a partir de agora.

A Inteligência Artificial pode tornar o ambiente de TI mais seguro, porque ajuda profissionais de TI e segurança da informação a identificarem mais rapidamente riscos e antecipar problemas.

Quando uma solução de segurança da informação é baseada ou usa a Inteligência Artificial como mecanismo, desenvolve aprendizado e busca informações e padrões no histórico de dados de segurança da empresa.

A partir daí cria a imagem de um ataque específico baseado em suas variáveis e relacionamentos e prevê, por meio desse conhecimento, os padrões e danos de um possível próximo ataque.

Além disso, quando o algoritmo identifica uma ameaça, pode rapidamente agir para prevenir perda de dados. Softwares de inteligência artificial também se adaptam facilmente ao cenário de ameaças em constante evolução com base em insights de big data.

O uso de Inteligência Artificial em softwares de segurança da informação é fundamental e garante elevar a maturidade e eficácia da segurança da informação. Entretanto somente adquirir produtos e esperar que as possíveis ameaças sejam identificadas e combatidas não basta.

Os CIOs devem elaborar estratégias de segurança da informação combinando as soluções adequadas, melhores práticas e desenvolvimento de políticas de segurança da informação para proteger efetivamente seus dados. Da mesma forma, as soluções e tecnologias selecionadas precisam fazer parte das estratégias de negócios.

A principal circunstância a ser considerada é qual tipo de solução e mecanismo de Inteligência Artificial se enquadra melhor na estratégia e nos orçamentos de segurança da informação da sua empresa. Quais tecnologias podem ser usadas e integradas para a sua organização obter a máxima proteção dentro de um investimento? Como esta solução ajudará nos objetivos do negócio?

Prepare sua empresa para Inteligência Artificial

Ameaças e vulnerabilidades podem causar perda de dados, custos que envolvem os ataques cibernéticos e outros danos, muitas vezes irreversíveis para o negócio. Se a sua empresa quer reforçar a segurança das informações usando inovações digitais como Inteligência Artificial, é importante que avalie o quanto essa decisão pode gerar valor para o negócio.

Você precisa desenvolver uma estratégia de segurança adaptada a esse novo cenário, incluindo a coleta de dados em diversos dispositivos capaz de criar um sistema cada vez mais inteligente, como múltiplas plataformas de segurança e sensores de objetos inteligentes. Sua empresa tem maturidade em Segurança da Informação necessária para suportar o uso desta tecnologia?

A AllEasy pode ajudar você oferecendo os serviços de consultoria especializada em segurança de TI, que tem como finalidade realizar uma análise detalhada do ambiente de segurança da informação e TIC de sua empresa, visando identificar oportunidades de melhoria.

Também pode auxiliar você a direcionar as estratégias do seu ambiente de segurança de dados e de Tecnologia, apoiando o processo de tomada de decisões.

Conte com a experiência dos profissionais de Consultoria de Segurança de TI para desenvolver e apoiar o seu planejamento de ações e aquisições necessárias para atender as reais necessidades da segurança da informação em sua empresa.

Além de proporcionar a redução de custos com soluções ineficientes para os reais problemas da empresa, o serviço de consultoria de TI da AllEasy também pode ajudar a elevar a eficiência operacional e planejamento das ações para adoção de Inteligência Artificial. Fale conosco!